quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Em modo Aniversário (3): Exposição de Trabalhos


Até ao final de janeiro, poderemos reviver alguns dos principais momentos do Lê para mim, que depois eu conto..., e recordar um pouco do percurso dos Clubes de Famílias Leitoras, através da Exposição de obras e trabalhos desenvolvidos pelas Famílias participantes destes projetos.
A Exposição pode ser visitada até ao final do mês de janeiro, na Biblioteca da EB 23 António Feijó.

Um projeto pautado pelos afetos de onde espreita cor e alegria.

As boas vindas são dadas por "três feras" e uma simpática velhinha que se prepara para a boda da sua neta...

Quem não se recorda da Árvore Generosa?
"Um velho toco é exatamente aquilo de que eu preciso, disse o menino.
E a árvore ficou feliz" (Silverstein, 1964).

E dos nossos amigos vizinhos Sr. Pato e Sr. Coelho? Que nem sonhavam o que andavam a perder...
Aqui podemos vê-los "juntinhos".

E claro, no universo dos mundos possíveis que é a Literatura, convém não esquecer  que até um Skate é um bom meio de transporte para viajar pelas  histórias... construindo outras histórias.
Que o diga esta "Carochinha" dos tempos modernos que acabou por escolher para marido... o Ratatouille!!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

PARABÉNS!

Corria o ano de 2007, e na noite fria de 17 de janeiro, no JI de Rebordões Souto, no agrupamento de escolas de António Feijó, acontecia a primeira sessão 
Lê para mim, que depois eu conto...



10 anos volvidos, convidamos algumas das famílias pioneiras deste projeto que brindaram os presentes, neste dia de festa, com uma sessão de contos repescados do baú das recordações das Tertúlias Lê para mim, e dos Clubes de Famílias Leitoras.
Uns vieram de SKATE...
Outros saíram da PANELA...


Encantada a plateia, composta pelas turmas participantes do concurso 
Logotipo 10 Anos aLER+ em Família, e depois de ouvidos os conselhos dos "filhos deste projeto", em clima de festa, descerramos a placa comemorativa desta efeméride.


Placa comemorativa descerrada pelo Sr. Vereador, Dr. Paulo Sousa,
em representação do Município,
e pela Dra. Raquel Ramos,
em representação da Rede de Bibliotecas Escolares.

E assim fizemos História, continuando a contar histórias!

Parabéns Lê para mim que depois eu conto...!
Parabéns a todas as Famílias!
Obrigada a todos quantos fizeram / fazem parte deste Caminho.




domingo, 15 de janeiro de 2017

Em modo Aniversário (2): Decálogo para Pais

As famílias que passaram por este projeto, na sua maioria, já terão os filhos crescidos, pelo menos os que lhes "deram direito" ao Lê para mim... (sim, é que na história deste projeto houve pais repetentes em consequência do crescimento da família!).
Para esses mesmos pais, porque acompanhar o crescimento leitor de um filho é uma tarefa que não termina, mesmo quando a criança já é autónoma na leitura, mas também para os outros, que têm agora filhos de tenra idade, deixamos, em jeito de presente de aniversário um interessante 
Decálogo para Pais, para Formar Filhos Leitores.

O artigo completo sobre este tema está disponível AQUI
Em resumo (tradução da nossa responsabilidade):
Converte-te num pai ou numa mãe que fomenta o hábito da leitura.
1. Contagia-os com o hábito da leitura;
2. Pratica a leitura quotidianamente;
3. Experimenta a Leitura em voz alta;
4. Converte a leitura num jogo;
5. Ajuda-os a encontrar o gosto;
6. Amplia os seus horizontes, lendo de tudo;
7. Depois da leitura, convida-os a conversar sobre o que leram;
8. Complementa a leitura com a escrita;
9. Construam juntos a sua biblioteca pessoal;
10. Visitem as bibliotecas públicas e aproveitem as escolares.

sábado, 14 de janeiro de 2017

Em modo Aniversário (1): 10 anos


Foi no "longínquo" mês de janeiro de 2007, na EB de Rebordões Souto, no agrupamento de Escolas de António Feijó, em Ponte de Lima, que teve início esta aventura de Promoção da Leitura em Ambiente Familiar, sob a forma de um projeto dirigido a pais de crianças do Pré Escolar e do 1º ano de escolaridade.

O projeto conheceu duas edições, entre 2007 e 2013,
 tendo sido alargado a todas as escolas do agrupamento António Feijó
 e ainda a outros agrupamentos de dentro e de fora do concelho:
Freixo, Marinhas e Darque.  

Este projeto, nascido como um estudo de caso / estudo piloto, no âmbito de uma dissertação de Mestrado, foi, na sua primeira edição, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, e na segunda, pela Rede de Bibliotecas Escolares, tendo sido selecionado no âmbito da Candidatura Ideias com Mérito 2010
Tratando-se de um projeto de leitura mediado pelos afetos, foi alvo de uma grande adesão: ao longo de 7 anos chegou junto de cerca de 400 famílias.

Em mês de aniversário, no ano que passam 10 anos sobre o primeiro projeto de promoção da leitura em família no agrupamento António Feijó, queremos reviver alguns dos principais momentos desta "História", através de iniciativas diversas.

Para além das comemorações especiais do dia de aniversário Lê para mim..., que terão lugar já no próximo dia 17, teremos:

- lançamento de Logotipo comemorativo;
- exposição de trabalhos;
- e revisitação das obras que deram corpo a este projeto, através da apresentação de comentários / sinopses e sugestões de abordagem às mesmas.

A leitura está em festa, e as família de Parabéns: 
vamos comemorar com LIVROS!!


terça-feira, 31 de maio de 2016

MANA - Porque hoje é o dia dos irmãos


A propósito do dia dos irmãos e a propósito de prémios, (ou até sem propósito, porque para ler não precisamos deles), aqui fica a publicação mais recente do Planeta Tangerina, que acaba de ganhar o

I PRÉMIO INTERNACIONAL de SERPA PARA ÁLBUM ILUSTRADO,

O Prémio é uma parceria entre a Câmara Municipal de Serpa e o Planeta Tangerina,
E a obra é esta:
 MANA de Joana Estrela


"Não estranhem os leitores encontrar páginas riscadas, autocolantes colados ou desenhos rabiscados sobre as páginas deste livro: uma irmã mais nova passou por aqui... e deixou um rasto de destruição à sua passagem. 
Mordidelas, bonecas partidas e alguma batatada, num “drama clássico” entre irmãos (neste caso, irmãs) que marca a estreia de Joana Estrela no Planeta Tangerina." (P.T).

Podes folhear um bocadinho da obra na página do planeta tangerina




terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Os livros devem ajudar as crianças a pensar por si próprias (Juta Bauer)


Juta Bauer, ilustradora alemã, Prémio H. C. Andersen 2010, defende que os livros devem ajudar as crianças a pensar à sua maneira e a formar as suas próprias opiniões.


A autora de QUANDO A MÃE GRITA refere que não há temas tabu na literatura para crianças: a pobreza, a morte, a guerra, a sexualidade e os conflitos familiares são temas com os quais a criança se vê confrontada no dia a dia.
Numa visita recente a Santiago do Chile, a autora falou da importância dos livros ilustrados, salientando o papel da mediação leitora: pais e professores.
"As imagens podem falar por si (...). Às vezes precisam de texto e às vezes é o texto que precisa da imagem (...)"
Artigo completo AQUI

Obras de Juta Bauer publicadas em Portugal



Espreitar a história:



Disponível no CATALIVROS



Mais informação em DEUSMELIVRO
e na GATAGUNHO

BOAS LEITURAS!

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Trava línguas e Lengalengas


Porque ontem se comemorou o dia do Trava Línguas e porque a poesia popular é património e herança de todos nós, aqui ficam algumas sugestões para brincar com as palavras, o seu ritmo e a sua sonoridade.

Para começar a treinar, a biblioteca dos curiosos fez uma seleção das lengalengas mais conhecidas recolhidas por Luísa Ducla Soares: AQUI

Mas há mais:


 AQUI pode folhear e ver algumas sugestões para pais e educadores.


Aqui podem ouvir-se algumas lengalengas recolhidas por Luísa Ducla Soares e musicadas por Daniel Completo.


AQUI pode espreitar-se o miolo e a curiosa análise que a Hipopomatos na Lua fez desta belíssima obra.


AQUI podemos encontrar informação sobre esta recolha.

E ainda:



Vamos travalengar?